Comprei o Chamas na Escuridão para ler em uma viagem, e confesso que a capa me chamou muito a atenção por dizer ser parecido com 50 tons de cinza. Conforme o desenrolar da história percebi algumas semelhanças onde a mocinha Beth fica encantada pela beleza de Dominic “seu vizinho” e começa a ter um amor platônico antes de conhece-lo. Vou falar para vocês que gostei muito da história e achei super digna de ser compartilhada por causa de alguns pontos que falarei depois, antes vamos a sinopse:

IMG_3674


SINOPSE:

Essa série provocante vai cativar, envolver e, até mesmo, ‘intoxicar’ a leitora como nenhuma outra. Perfeita para aqueles que amaram 50 Tons de Cinza, mas ficaram querendo mais… A história central se passa em Londres, nos bairros mais badalados dessa encantadora cidade. Mas os protagonistas, Beth – graduada em História da Arte, e Dominic – consultor do mercado financeiro, vão se aventurar também na Croácia, Turquia e NY. Profundamente intensa, romântica, provocante e sensual, essa série vai levar a leitora a um lugar onde o amor e o sexo são liberados de seus limites. Fãs de E.L. James e Sylvia Day vão se manter acordados até tarde da noite com “Chamas na Escuridão”.


 Essa é uma trilogia, mas como não li ainda os outros livros ainda vou falar só sobre o primeiro, ok? A história se passa em Londres onde a Beth vai passar um tempo para repensar sua vida e tentar recomeçar e lá ela conhece Dominic, um homem lindo e apaixonante. A diferença que eu vi entre os protagonistas do 50 tons é que a Beth é uma mulher forte e destemida que não tem medo de conhecer coisas novas… Já Dominic é um homem lindo e rico, porém não é tão arrogante e cheio de traumas igual o Christian Grey. A história não é cheia de tramas e reviravoltas, algo que eu acho que faltou um pouco… claro que drama de mais ninguém gosta, mas um pouquinho ia deixar tudo mais interessante.

IMG_3671

O que eu gostei também é que a história retrata o BDSM de uma forma diferente e mais ‘aceitável’ do que o 50 tons. Dominic é um dominador e não quer levar Beth de jeito nenhum para esse mundo ‘obscuro’, mas ela não consegue aceitar um não como resposta… O livro explica mais detalhadamento como as pessoas podem gostar e sentir prazer sendo dominador ou submissa, mas que também nem todos conseguem gostar desse mundo. De certa forma eu gostei muito da história e achei ela super gostosa e mais tranquila de ler, quem já leu 50 tons deveria dar uma chance para essa trilogia, tenho certeza que você irá adorar. Beijoos <3