Você sabia que seu cabelo reflete a sua saúde?? Várias situações e doenças sistêmicas podem causar alterações nos cabelos, como anemia, doenças da tireóide e outras doenças endócrinas, perda de peso, dietas, deficiência de vitaminas ou proteínas, doenças hepáticas, doenças reumatológicas ou ainda o uso de algumas medicações. Nesses casos geralmente a queda de cabelos não é um sintoma isolado, ela vem acompanhada de outras alterações que ajudam a sinalizar qual é o problema que está por trás do quadro. O tratamento para a queda de cabelos causada por doenças sistêmica é o tratamento da própria doença, ou no caso de deficiências nutricionais o tratamento é a reposição do elemento em falta no organismo.

CAO

Apesar disso, nem toda queda de cabelos sinaliza que algo errado esteja ocorrendo, pois existem quedas que consideramos fisiológicas, como a que ocorre logo após o parto por exemplo e o eflúvio, que é um período normal que ocorre em algumas épocas em que o cabelo cai naturalmente, mas quando este mecanismo encontra-se desregulado, pode haver um período maior de queda de cabelo. Devemos investigar sempre uma queda de cabelos para ter certeza que nada mais importante esteja acontecendo.

female-hair-loss-alopecia

A queda de cabelo pode não estar relacionada a uma doença sistêmica e sim a uma condição chamada de alopécia. Nesse caso, a queda de cabelos é o principal sintoma e pode ocorrer de maneira isolada sem estar relacionada a outras queixas. Existem diferentes tipos de alopécia:

  • Alopécia Areata: causada por fatores auto imunes ou sistema emocional abalado, caracterizada por intensa queda de cabelo em determinadas áreas. Ocorre perda não só de cabelos mas às vezes também de pelos, de maneira rápida e localizada, formando áreas redondas e ovais totalmente sem pelos, habitualmente no couro cabeludo. A perda completa de todos os pelos do corpo designa-se alopécia universal.
  • Alopécia Androgenética: também chamada de calvície, onde a perda é progressiva e ocorre principalmente em região frontal e temporal do couro cabeludo ou na região superior (em coroa). É causada por fatores genéticos, associados à alteração na sensibilidade do foliculo piloso à testosterona e androgênios, mais frequente nos homens mas também afeta mulheres. Os cabelos vão caindo e nascem mais finos e menores, não crescem.
  • Alopécia Traumática: causada pelo fato do indivíduo ter o hábito de arrancar os fios de cabelos constantemente ou por traumatismos na cabeça.
  • Alopécia Seborreica: causada por uma dermatite, que causa lesões e crostas no couro cabeludo levando a queda de cabelos nesses locais afetados.

Para cada uma dessas condições existe um tratamento específico. Agora vamos entender um pouco mais sobre a fisiologia de crescimento do cabelo. O cabelo é dividido em três fases:

  • Fase de crescimento ou ANÁGENA, cada fio desenvolve-se independentemente, por cinco a seis anos. No adulto, 90% do cabelo estão nesta fase.
  • Fase CATÁGENA, estágio mais curto de vida que dura algumas semanas.
  • Fase de queda ou TELÓGENA, quando os fios entram em repouso e não crescem mais. Aproximadamente 10% do cabelo, num adulto, está nesta fase. Ao fim da fase telógena, os fios caem. Entre queda e crescimento os fios se renovam. Acima de 20% a 30% de fios na fase telógena significa queda excessiva.

Fortalecimento de Cabelos: Como a alimentação pode ajudar? O cabelo é afetado nas deficiências protéicas, de vitaminas e sais minerais.

       Como a raiz do cabelo possui uma boa irrigação sanguínea, substâncias trazidas pelo sangue podem ser incorporadas no cabelo durante sua formação. A nutrição, desta forma, influencia diretamente na composição nutricional dos fios, considerando que as deficiências nutricionais favorecem cabelos quebradiços e sem brilho.

A deficiência de nutrientes está intimamente relacionada com o retardo da fase anágena (fase de crescimento) e aceleramento da fase telógena (queda do cabelo) do fio. Diversos nutrientes fazem parte da composição do fio, dentre eles destacam-se:

tabela

DICA DA NUTRI @NUTRIANDRI: Smoothie para deixar os cabelos mais fortes

smoothies

Ingredientes:

  • 200 g de iogurte natural
  • 150 ml de água
  • 6 morangos
  • 1 banana picada congelada
  • 2 nozes
  • 1 col. sobremesa de aveia

Modo de fazer:

  • Bater todos os ingredientes no liquidificador ou mixer.

COLABORADORAS :

  • Médica Endocrinologista e Medicina Estética da Clínica DUE – Dra. Priscila Rosa Pereira
  • Nutricionista da Clínica Due – Andrielle Petry – Pós graduada em Nutrição Aplicada à Estética

Clínica Duewww.dueclinica.com.br | @clinicadue